Paisagista em Residência


Paisagista em Residência

O nosso projeto é realizar o seu! Solicite uma visita com a Toke Verde

As fachadas das residências somadas representam a maior área da cidade efetivamente disponível, para um paisagismo de baixo custo, que se bem planejadas e cuidadas, contribuiriam bastante com a melhoria da paisagem urbana e também rural.

Nos municípios de colonização alemã vê-se com frequência, um cenário colorido e alegre nas ruas e fachadas das casas, onde o apego ás plantas é uma tradição, apresentando desde singelos jardins, até os mais elaborados e sofisticados.

Hoje, o papel do Paisagista em Residência está diretamente relacionado com o desenvolvimento da relação do homem com a Natureza. Há necessidade de se criar paisagens, onde se possa entrar em contato com a Natureza, contemplar uma flor ou a forma e evolução de uma planta.

Aos olhos e sensibilidade do Paisagista em Residência, a Natureza é transportada cada vez mais, para perto das pessoas, que são levadas a morar em espaços mais reduzidos, pela condição da vida moderna nas grandes metrópolis, onde os campos foram substituídos por asfalto e concreto. A missão social do Paisagista em Residência agrega também, esse lado pedagógico de fazer comunicar às pessoas, o sentimento de apreço e compreensão dos valores da Natureza, através do contato com as paisagens construídas.

Paisagista em Residência considera todo o entorno da área, para orquestrar a sua nova concepção da Paisagem, atendendo a propósitos estéticos, funcionais, de segurança e fruição. Á partir da Arquitetura local, o Paisagista em Residência aproveita-se das condições naturais ou as modifica para criação de novas possibilidades, através da movimentação de terra, drenagem, irrigação, plantação e detalhes construtivos.

Paisagista em Residência experiente e criativo, se vale de todo tipo de “elementos naturais” ou derivados, que venham valorizar a sua obra e aguçar os sentidos. A “madeira”, muito explorada pelo Paisagistaem residênciatem a qualidade de aquecer e acrescentar um toque de rusticidade seja em decks, pergolados, quiosques, treliças, revestimentos e mobiliários de jardim. Os artefatos cerâmicos, cimentícios ou metálicos são adereços, também utilizados pelo Paisagista em Residência, complementando e agregando valor ao projeto de Paisagismo. A “água” tem sido inserida peloPaisagista em Residência, seja pela sua representação em cascatas, lagos ou através de uma singela e estilizada fonte, promovendo a sua principal contribuição terapêutica para relaxamento. OPaisagista em Residência,também se utiliza de seixos rolados que simbolizam o leito dos rios, ou de pedras esculturais que, segundo os orientais, representam as montanhas. Não deixando de realçar as propriedades do “elemento fogo”, o Paisagistaem residênciasabe explorá-lo através da técnica de iluminação de efeitos, para valorização noturna do jardim. Em verdade, tudo o que um Paisagista necessita para sua criação pode ser encontrado na própria Natureza, em seu estado natural ou manufaturado.

Paisagista em Residência se compromete identificar as necessidades, propósitos e hábitos do cliente, para nortear o planejamento do Paisagismo. Cabe ao Paisagista em Residência esta adequação da Proposta do Paisagismo, ao perfil da cada situação, lugar e usuários devendo ser capaz de imprimir o estilo de Jardim que mais se aproxime da “Alma e Personalidade” que se quer oferecer ao local.

Para ser um Paisagista em Residência precisa haver, acima de tudo, sentimento e saber expressá-lo através de paisagens construídas que sejam agradáveis aos apreciadores e usuários das mesmas. Assim, o que se espera do Paisagista em Residência é que imprima aos seus jardins, sentimentos bons de alegria, tranquilidade, dinamismo, relaxamento, paz, entre outros.

Paisagista em Residência, especialmente nas áreas urbanas, deve embasar seus projetos objetivando somar qualidade de vida e melhoria do microclima. Para isso, o Paisagista em Residência deve utilizar todos os meios e técnicas de drenagem, para garantir uma boa permeabilidade do solo e preservação da vegetação, reduzindo a ocorrência de enchentes, diminuindo a poluição sonora, formando barreiras verticais para servir de filtro e melhoria da qualidade do ar.

+ Não existem comentários

Deixe o seu